MANAUS

Manaus uma cidade de contrastes



Manaus uma cidade de contrastes

Manaus é a capital do estado do Amazonas, no norte do Brasil. É a maior cidade da região amazônica, com cerca de 2,2 milhões de habitantes. É também um importante polo industrial, turístico e cultural, que abriga atrações como o Teatro Amazonas, o Encontro das Águas e a Reserva Florestal Adolpho Ducke.

Mas Manaus não é apenas uma cidade moderna e cosmopolita. Ela também guarda uma rica história, que remonta aos primeiros povos indígenas que habitavam a região, como os manaós, os barés, os banibas e os passés. Esses povos resistiram bravamente à colonização europeia, que começou no século XVI com a chegada dos espanhóis e dos portugueses.

A fundação oficial de Manaus ocorreu em 1669, com a construção de um forte para proteger a entrada da Amazônia Ocidental das invasões estrangeiras. O forte recebeu o nome de São José da Barra do Rio Negro, e em torno dele se formou um povoado de palhoças humildes. Em 1832, o povoado foi elevado à categoria de vila, com o nome de Manaós, em homenagem à tribo indígena que habitava a região.

A vila de Manaós se transformou em cidade em 1848, e em 1856 passou a se chamar Manaus. A cidade viveu seu período áureo no final do século XIX e início do século XX, com o chamado Ciclo da Borracha. Nessa época, Manaus se tornou uma das cidades mais ricas e prósperas do mundo, graças à exportação da borracha extraída das seringueiras da floresta amazônica. A borracha era usada na fabricação de pneus, luvas, bolas e outros produtos.

O Ciclo da Borracha trouxe muitos benefícios para Manaus, como a construção de obras arquitetônicas e urbanísticas de grande valor histórico e cultural. O Teatro Amazonas é o maior símbolo desse período, sendo inaugurado em 1896 com a presença de autoridades e personalidades da época. O teatro é uma obra-prima da arquitetura eclética, com influências neoclássicas, barrocas e art nouveau. Sua cúpula é revestida por 36 mil peças de cerâmica esmaltada nas cores da bandeira brasileira.

Outras obras importantes do Ciclo da Borracha são o Palácio Rio Negro, o Mercado Municipal Adolpho Lisboa, o Palacete Provincial e o Relógio Municipal. Esses edifícios mostram a riqueza e a sofisticação da elite borracheira, que vivia em meio ao luxo e ao requinte europeus.

Mas o Ciclo da Borracha também teve seu lado sombrio. A exploração da borracha se baseava na exploração dos trabalhadores seringueiros, que viviam em condições precárias e eram submetidos à violência e à escravidão por dívida. Além disso, a borracha também provocou conflitos entre o Brasil e os países vizinhos pela posse das terras amazônicas.

O Ciclo da Borracha entrou em decadência no início do século XX, com a concorrência da borracha asiática, produzida a partir de sementes contrabandeadas da Amazônia. Manaus entrou em crise econômica e social, sofrendo com o abandono e o isolamento.

A recuperação de Manaus só ocorreu na segunda metade do século XX, com a implantação da Zona Franca de Manaus em 1967. A Zona Franca é um modelo de desenvolvimento econômico que concede incentivos fiscais para a instalação de indústrias na região.

#manaus, #cidadedemanaus #manaos

🎁Para você emagrecer rápido sem passar fome e stress.
👉Acesse aqui: https://dieta.blog-facil.com/dieta-19-dias/

Site: https://manaus.blog-facil.com/
Facebook: https://www.facebook.com/manaus.manaos/

Veja Também
https://hotm.art/amazonia
https://hotm.art/fatosAmazonicos-temasregionais

Compartilhe!

Share on facebook
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on telegram
Share on linkedin

Faça seu comentário!

Veja mais

Nossos Cursos

Desde 2016, meu grupo de amigas organiza uma viagem anual, que dura em torno de uma semana, e que tem como pré-requisito o contato com a natureza. Quando definimos o roteiro e eu comecei a pesquisar sobre a Amazônia, entendi que talvez a maioria de nós subestime esse lugar e todo o contexto cultural que nele existe. Por isso, a partir de muito estudo e pesquisa, montei um material especial para as minhas amigas, para que elas pudessem aproveitar esse momento o máximo possível.

Esta obra traz uma abordagem de cunho regional e acadêmica como esta, é peculiar quando se trata de uma área da ciência que se preocupa com a história social e como os fatos sociais foram se construindo no decorrer desta história, deve estar alinhada com as expectativas de seus futuros leitores e em consonância com as teorias desenvolvidas e, de forma muito especial com aquilo que já nos referimos antes, com a situação sócio histórica na qual nos encontramos e estamos inseridos…

Livro digital com dicas de um turista que visitou a amazonia,na capital belem do pará

Incentivo ao turismo na amazonia legal brasileira

Conhecendo cultura ,costumes e crenças local.

Tudo detalhado como esse ebook fosse o seu guia turistico do que fazer na sua viagem a amazonia para brasileiros.